ADs

Netflix compra Millarworld e entre no ramo de quadrinhos


No começo do ano fizemos um post comentando as intenções da queridinha Netflix de entrar para o mercado editorial. Na ocasião, a gigante do entretenimento afirmou que queria trabalhar com diversas linhas de produtos, entre eles livros e comics, para aumentar o merchandising de suas séries originais.

Essa é a primeira aquisição de mercado da Netflix e mostra que a empresa estava falando sério quando disse que adotaria esse modelo, que nós conhecemos muito bem pois é o mesmo usado pela Disney.

Ao comprar a Millaworld, a Netflix deixa de ser um simples licenciador e distribuidor de conteúdo e efetivamente passa a ser dona de propriedades intelectuais, personagens, histórias e tudo o que vem embutido nisso, ao contrário do cenário atual onde eles atuam como investidores e suas séries originais nada mais são do que contratos de exclusividade, pois os estúdios que produziram o conteúdo são outros. De  novo comparando com a Disney, agora a Netflix tem seus próprios personagens para fazer tudo o que quiser com eles em todas a mídias existentes no mercado.

E isso pode ser muito bom para nós leitores. No caso da Millaworld, a empresa passa a ser dona de publicações como Nemesis, Superior, Jupiter’s Legacy e Jupiter’s Circle, entre outras. É um material importante que, de acordo com o próprio criador, soma 20 franquias diferentes. 

Se a empresa manter a qualidade que exige de suas séries nos produtos que pretende lançar, todos nós só teremos a ganhar com isso e muito em breve começaremos a ver livros, comics e os mais diversos produtos de nossas séries preferidas, além de também começar a surgir grandes adaptações de obras literárias.

Ler é Mais

Lorem ipsun