ADs

O Mito das Dietas - Tim Spector

Recebemos recentemente o livro O Mito das Dietas – Por que algumas pessoas comem de tudo e não engordam e outras fazem regime, mas não emagrecem para análise como cortesia da Editora Alaúde.

Particularmente não gosto deste tipo de livro. Nunca consegui terminar um livro de auto-ajuda ou livros que como esse que pretende elucidar um assunto demasiado debatido no mundo, mas muito pouco compreendido. Dito isso, posso afirmar que O Mito das Dietas foi uma agradável surpresa. Longe de querer ensinar como devemos viver e nos alimentar, Tim Spector foca na ciência, na forma como nossos corpos respondem aos alimentos e também o papel das bactérias e outros microorganismos no processo.


Sobre a Obra:
Este não é um livro de dieta. No entanto, ele vai mudar para sempre a maneira como você se alimenta. 
O que devemos comer para viver bem? As respostas a esta pergunta simples têm deixado todo mundo confuso.A despeito dos milhares de livros de dietas, dos conselhos de especialistas e dos guias alimentares do governo, nossa alimentação está cada vez pior, e o número de obesos só faz crescer. Médicos e nutricionistas recomendam a diminuição do consumo de gordura, açúcar ou proteína, mas ainda assim a maior parte das dietas se revela um fracasso ao longo do tempo. 
A comida que ingerimos tem um impacto enorme na nossa saúde e no nosso peso, mas há evidências de que cada pessoa responde de forma diferente aos mesmos alimentos. Por que uma pessoa pode comer o que quiser e continuar magra enquanto outra engorda se comer a mesma coisa? A genética soluciona parte do enigma, mas a verdade é que temos negligenciado um aspecto vital da nossa relação com a comida: os trilhões de residentes do nosso intestino, as bactérias cujo trabalho é digerir os alimentos e nos manter vivos e saudáveis. 
Embora as bactérias sejam tradicionalmente malvistas, na verdade pouquíssimas espécies são prejudiciais à nossa saúde, e a ciência já descobriu que elas são essenciais não apenas para processar a comida, mas também para controlar a quantidade de calorias que ingerimos, para nos fornecer enzimas e vitaminas, e também para garantir o bom funcionamento do nosso sistema imunológico. Pesquisas recentes indicam que as bactérias intestinais são a peça que faltava no quebra-cabeça do sobrepeso e da obesidade. Durante milhões de anos vivemos uma relação de interdependência com esses microrganismos, mas essa sintonia se perdeu. Em comparação a nossos ancestrais – que não moravam em cidades e mantinham uma alimentação rica e diversificada, sem antibióticos, temos muito menos espécies de bactérias em nosso intestino. E isso tem tudo a ver com o que comemos. E com a nossa saúde geral.
Recorrendo aos últimos trabalhos disponíveis e à pesquisa pioneira de sua própria equipe, o professor Tim Spector explora o mundo secreto das bactérias que habitam nosso corpo e derruba alguns mitos sobre as gorduras, as calorias, as vitaminas e outros nutrientes. Apenas entendendo como as bactérias interagem com o nosso organismo seremos capazes de desfazer os mal-entendidos sobre a nossa alimentação e retomar o equilíbrio de nossos ancestrais.

Há muitos fatos interessantes no livro, mas separei esses quatro abaixo para terem uma idéia do conteúdo.
  • As células do nosso corpo são 10% humanas e 90% microbianas.
  • Queijos gordurosos e iogurte podem melhorar a saúde e ajudar a emagrecer.
  • Há mais micróbios em um punhado de terra de jardim do que estrelas no universo.
  • Os adoçantes presentes nos refrigerantes diet exercem efeito adversono nosso metabolismo e nas bactérias – e isso pode nos fazer engordar.
Sobre o Autor:

O dr.Tim Spector é professor de epidemiologia genéticado King'sCollege, em Londres, médico do Guy's and St Thomas' Hospital e director doTwinsUK Registry, um imenso banco de dados científicos de gêmeos. Ele recebeu diversas distinções e publicou mais de 700 artigos científicos, muitos dos quais relacionados diretamenteà nutrição e às causas da obesidade. Desde 2014 o dr.Tim Spector dirige o British Gut, projeto que realiza o maior estudo da microbiota humana realizado no Reino Unido.

Ler é Mais

Lorem ipsun