ADs

Lançamentos de Junho da Biblioteca Azul

O Americano Tranquilo - Graham Greene
O Americano Tranquilo (1956), lançamento da Biblioteca Azul, que publica, até 2017, nova edição de alguns títulos do autor inglês. Duas vezes adaptado para o cinema, o livro, de 1955, é ambientado na Indochina às voltas com a guerra entre os anos 1946 e 1954. Narrador da história, o cético repórter britânico Thomas Fowler, correspondente de guerra em Saigon, desenvolve uma reflexão moral sobre a inutilidade dos conceitos do bem e do mal em meio a um conflito que viria a se transformar na Guerra do Vietnã. No triângulo amoroso do romance, Fowler enxerga na personalidade de um agente secreto dos Estados Unidos, Alden Pyle, o contraponto perfeito às observações que faz dos bastidores da vida social e política.
Pyle, o “americano tranquilo”, é um jovem idealista enviado em uma missão misteriosa à Indochina durante o confronto entre tropas coloniais francesas e guerrilheiros comunistas. Ele se apaixona por Phuong, amante vietnamita de Fowler, cuja mulher mora em Londres. “Talvez estivesse estudando o sexo, assim como estudara o Oriente, na teoria. E a palavra-chave era casamento. Pyle acreditava no envolvimento”, afirma o narrador, Fowler, em um trecho do livro.

Os Farsantes - Graham Greene
Os farsantes insere o conhecimento histórico e as análises profundas de Greene no cenário político turbulento do Haiti da década de 1950, com personagens que parecem ser tirados de um filme. Não por acaso, o título foi eternizado no cinema com o longa Os farsantes, com Elizabeth Taylor no elenco. No período da ditadura de François Duvalier (o “Papa Doc”), com sua temida polícia política, os tonton macoutes, Brown, dono de um imponente hotel na capital, Porto Príncipe, vive diferentes situações que estimulam sua análise crítica sobre o que se passa ao redor.
Seu romance com a mulher de um embaixador latino-americano e os diálogos muitas vezes tensos com hóspedes e haitianos revelam um universo povoado por personagens confusos, inconscientes da realidade em que vivem – os “farsantes” do título.

Ler é Mais

Lorem ipsun