ADs

Poema do Fim de Semana #1

Poesia é o ápice da literatura e da expressão sentimental do escritor. Durante muito tempo foi o único gênero literário conhecido e o mais cultuado e praticado no mundo todo em todas as línguas conhecidas.

A poesia também foi uma das primeiras artes globalizadas da história. Era tão admirada que seus adeptos aprendiam novas línguas através da poesia e de quebra absorviam muito da cultura de seus vizinhos, principalmente na Europa.

Ainda hoje os poemas são os responsáveis por grande parte do reconhecimento que uma língua tem e os autores mais famosos de um país são, na grande maioria das vezes, grandes poetas. Da minha parte, penso na poesia como uma forma de arte, não somente uma literatura e toda arte deve ser divulgada e apreciada.

E é por isso que vamos iniciar uma nova série aqui no blog onde vamos postar para vocês, todo fim de semana, um poema de algum autor mundo afora. Os poemas serão em inglês, português ou espanhol, devidamente traduzidos pelo blog. Espero que gostem e se tiverem sugestões deixem nos comentários.

Las Canciones de Natacha - Juana de Ibarbourou
I
Se enojó la luna,
Se enojó el lucero,
Porque esta niñita
Riño con el sueño.

Duérmete, Natacha,
Para que la luna
Se ponga contenta
Y te dé aceitunas.

Duérmete, Natacha,
Para que el lucero
Te haga una almohadita
De albahaca y romero.

II
La loba, la loba
Le compró al lobito
Un calzón de seda
Y un gorro bonito.

La loba, la loba
Se fué de paseo
Con su traje rico
Y su hijito feo.

La loba, la loba
Vendrá por aqui,
Si esta niña mía
No quiere dormir.

III
El sueño hoy no quiere
Venir por acá;
anda, ratoncito,
A ver dónde está.

- Señora, mi ama,
Yo lo vi bailar
Con dos damas rubias
De la casa real.

- Dile que Natacha
Se quiere dormir,
Que mi niña es beuna
Como un serafín

- Que venga en seguida
Y le daré yo
Un collar de plata
Y un limón de olor

IV
Por los caminitos
De jerusalén
Va un niñito rubio
Camino a Belén

Le dan los pastores
Tortas de maíz,
Leche de sus cabras
Y pan con anís.

El niñito tiene
Los rizos de luz.
Duérmete Natacha,
Sueña con Jesús.

V
Señor jardinero,
Déme usted a mi
Un capullo pálido
Y otro carmesi.

Los pondré en la almohada
donde mi Natacha
Hunde su mejilla
Rosadita y blanca.

Y al día siguiente
Tendrá usted así
Dos rositas blancas
Y dos carmesi.

VI
La Señora Luna
Le pidió al naranjo
Un vestido verde
Y un velillo blanco.

La Señora Luna
Se quiere casar
Con un pajecito
De la casa real.

Duérmete, Natacha,
E irás a la boda
Peinada de moño
Y traje de cola.

VII
Pajarito chino
De color añil!
Canta, que mi niño
Se quiere dormir.

Pajarito chino
De color punzó!
Calla, que mi niño
Ya se durmió.
I
Estava brava a Lua,
Estavam bravas as estrelas,
Porque essa menininha
Brigou com o sono.

Durma, Natacha,
Para que a Lua,
Fique feliz
E te de azeitonas.

Durma, Natacha,
Para que as estrelas
Façam-te um travesseirinho
De Manjericão e Alecrim.

II
A Loba, A Loba
Comprou ao lobinho
Uma bermuda de seda
E um gorro bonito.

A loba, a loba
Se foi a passear
Com suas roupas bonitas
E seu filinho feio.

A loba, a loba
Virá por aqui,
Se esta minha filha
Não quiser dormir.

III
O sono hoje não quer
Passar por aqui;
Vai, ratinho,
A ver onde ele está.

- Senhora, minha ama,
Eu o vi dançar
Com duas Damas loiras
Da casa real.

- Diga-lhe que Natacha
Esta querendo dormir,
Que minha filha é boa
Como um serafim

- Que venha em seguida
E eu lhe darei
Um colar de prata
E um aroma de limão

IV
Pelos caminhos
De Jerusalém
Vai um pequenino loiro
A caminho de Belém

Dão-lhe os pastores
Bolos de milho,
Leite de suas cabras
E pão com anis.

O pequenino tem
Os cachos de luz
Durma Natacha,
Sonha com Jesus.

V
Senhor jardineiro,
Dá-me a mim
Um botão de flor pálido
E outro carmesim.

Coloque-os no travesseiro
Onde minha Natacha
Mergulha seu rostinho
Rosadinho e branco.

E no dia seguinte
Terá você assim
Duas rosinhas brancas
E duas carmesim.

VI
A senhora Lua
Pediu a laranjeira
Um vestido verde
E um véu branco

A Senhora Lua
Quer-se casar
Com um pajenzinho
Da casa real.

Dorme, Natacha
E irá à boda
Com penteado de coque
E um vestido de cauda.

VII
Passarinho Chinês
De cor Anil
Canta, que meu filho
Quer se dormir

Passarinho Chinês
De cor rosada
Cala-se, que meu filho
Já dormiu.

Ler é Mais

Lorem ipsun