ADs

10 Livros para Emocionar-se e Chorar

Os livros tem o poder de tocar nossa alma e despertar sentimentos que as vezes nem mesmo sabemos que temos. São inúmeras as obras que emocionam o leitor, cada qual do seu jeito, marcando e mudando nossa perspectiva e até mesmo nossos princípios e a forma como vivemos.

O ser humano gosta de sentir fortes emoções, pelo menos a maioria de nós gosta. Pensando nisso, preparamos uma lista com dez livros que vão lhe comover e provavelmente irão fazer com que algumas lágrias teimosas brotem pelos cantos dos olhos. Boa leitura!

Um Amor para Recordar – Nicholas Sparks
Uma linda história de amor que rendeu um filme homônimo campeão de lágrimas derramadas. A trama fala sobre uma garota e um garoto, a nerd e o popular. Até ai, nenhuma novidade! A coisa fica complicada quando eles se apaixonam e tem de lidar com o fato de que a vida dela tem um prazo de validade devido a uma doença incurável.

Se Eu Ficar – Gayle Forman
Esse é talvez o livro mais emocionante que foi lançado no ano passado. Assim como Um Amor para Recordar, ganhou um filme tão emocionante quanto. A história fala de uma garota que perde os pais e o irmãozinho em um acidente de carro e durante o coma tem que decidir se permanece viva ou não. Os flashes sobre a vida em família e o drama das visitas que recebe dos familiares e amigos, além do namorado, mexem com qualquer um que tenha um coração batendo no peito.

Caçador de Pipas – Khaled Hosseini
Khaled Hosseini chocou o mundo com uma escrita sensível e realística. É impossível não sentir as dores dos personagens e refletir sobre uma realidade que parece saída de um livro de ficção. A brutalidade do Afeganistão e o sofrimento que o povo, não somente deste país, mas de toda a região sofre derruba barreiras e emociona o leitor. Um clássico da atualidade.

A Menina que Roubava Livros – Markus Zusak
Parecido com O Caçador de Pipas no relato sincero e realístico dos fatos que dão corpo a trama, A Menina que Roubava Livros emociona leitores de todas as idades que acompanham a jovem alemã que tenta sobreviver em um país devastado pelos bombardeios da segunda guerra mundial. Seu único consolo são os livros que lê junto com seu pai adotivo em um porão de sua casa. O final é doloroso, chocante e emocionante, ainda mais quando refletimos que a história é baseada em fatos reais. 

A Culpa é das Estrelas – John Green
Esse é um clássico das lágrimas. Lançado em 2012 o livro do best-seller John Green emociona leitores de todas as idades. Ninguém pensa muito nos doentes e em suas dores. Nos sonhos e nas frustrações que martelam a mente e o coração de qualquer pessoa que tem uma doença terminal. A personagem Hazel mudou isso. Uma adolescente que não vai chegar a idade adulta, mas nem por isso deixa de ser uma adolescente. São inúmeras as passagens que trazem lágrimas aos olhos. O tipo de livro que você tem que parar várias vezes a leitura para respirar senão não consegue terminar.

Uma Estrela que Nunca Vai Se Apagar – John Green
Se você leu A Culpa é das Estrelas e acredita que ainda não se emocionou o suficiente ou que não há nada pior do que ele, então se prepare. Uma Estrela que Nunca Vai se Apagar é o relato de John Green sobre uma jovem que, assim como sua personagem no outro livro, é uma adolescente com câncer em estágio terminal. Ao contrário de A Culpa é das Estrelas, neste livro o personagem é real e pode ter certeza de uma coisa, somente se você for totalmente desprovido de empatia e amor ao próximo conseguirá ficar indiferente a essa história.

Proibido – Tabitha Suzumi
Esse é meio controverso. Para gostar da história e até mesmo se comover com a situação dos personagens você precisa ser capaz de derrubar tabus e rever seus conceitos. O livro fala sobre incesto, sobre um casal de irmãos que é de fato um casal. Tabitha Suzumi conseguiu criar uma história onde algo que consideramos errado de repente parece não ter tanta importância. A construção dos personagens e suas dores é representada de forma tão bem elaborada que você se coloca ao lado deles, e sofre com eles. Um livro triste com um final bem doloroso, para quem gosta de emoção esse é uma ótima indicação.

Como Eu Era Antes de Você – Jojo Moyes
A história de Will e Lou é uma das mais bonitas que já vi. Sim, a primeira vista é um romance comum sobre um casal que tem que lutar pelas suas dificuldades. Mas Jojo Moyes se aprofunda dos sentimentos humanos, de nossas fraquezas e lutas, com tanta intensidade que uma simples história de amor acaba se tornando algo extremamente emocionante. Mais ainda do que o romance em si, as dificuldades da condição de deficiente de Will e como ele se sente com relação a isso são tocantes.

Passarinha – Kathryn Erskine
Passarinha é narrado por Caitlin, uma menina de 10 anos que tem a síndrome de Aspergen. Uma garotinha deficiente que luta por um espaço nesse mundo, ou melhor, no mundo que a rodeia. Já não bastasse as dificuldades de sua doença, ela perde o irmão, seu porto seguro, em um massacre na escola em que ele estudava. Um livro curto que pode não te fazer chorar rios de lágrimas, mas vai aquecer seu coração e te emocionar do começo ao fim.

A Última Música – Nicholas Sparks
Nicholas Sparks é o campeão indiscutível de lágrimas derramadas. Seus livros são sempre muito sensíveis e focam muito nos sentimentos dos personagens e nas suas motivações. Sua escrita cativa os leitores e cria fortes sentimentos de empatia pelos personagens, o que torna tudo muito mais emocionante. O livro se chama A Última Música, pois Steve (pai da protagonista) começa a compor uma música, porém, quando fica incapacitado, Ronnie termina-a. Ela toca para ele a última música composta pelos dois, como quando ela era criança e esse trecho do livro é algo meio complicado de lembrar sem se emocionar.

Ler é Mais

Lorem ipsun