ADs

Resenha (62) - Astron - O Super-Robô HQ

Astron – O Super-Robô 


Sinopse:
Um acidente de laboratório, envolvendo um raio, dá origem a um ser extraordinário… Esse tema clássico da ficção científica é o ponto de partida da história de Astron, um fantástico robô com consciência própria. Em sua HQ de estreia, descobrimos como ele é criado e vemos as reações da mídia e da sociedade ao surgimento do primeiro ser com inteligência artificial. Para completar, páginas com bastante ação, em que Astron mostra que seu cérebro avançado é acompanhado de muita força física e atos heroicos. Um superlançamento da Editora Nemo para os fãs de ficção científica e HQs com ótimos desenhos!

Astron – O Super-Robô é uma HQ roteirizada por Wellington Srbek, que também é editor da Editora Nemo e com desenhos de Kris Zullo, proprietário e diretor de arte do Kazullo Estúdio.

Os traços são simples e seguem o estilo tradicional de quadrinhos de ação, com bastante detalhes nos rostos e nas características dos personagens. O enredo também é leve e agradável, fazendo uma junção agradável entre texto e arte de tal forma que a história flui em harmonia, como se o texto não existisse sem as imagens e vice-versa, essa percepção do leitor é primordial para um quadrinho de sucesso e Astron tem tudo para se tornar uma série de sucesso caso venha a ganhar continuações.

Adorei principalmente os traços e a personalidade do Astron. Nosso protagonista de lata me lembrou muito dos robôs japoneses que infestam os desenhos e quadrinhos da terra do sol e eu os adoro! Astron, assim como seus semelhantes nipônicos é extremamente inteligente, forte e possui uma índole inabalável, além de ter como missão proteger a humanidade. Podem inventar as variações que quiserem mas este tipo de robô-herói sempre ira encantar!


A história começa com uma cena do laboratório do professor Nicodemos Rosas e seus auxiliares, Sarah Shalom e Hélio Takahashi que estão por iniciar uma nova fase no desenvolvimento de seu mais novo projeto de robótica que tem como foco a capacidade cognitiva de seu exemplar.

Porém, um raio atinge a Unitec-Futuro e muda tudo. De forma inexplicável o robô é alterado pela descarga elétrica e após um período de adaptação o improvável acontece. Astron não somente é capaz de falar, como é capaz de raciocinar e agir por conta própria. O sonho cientifico de criar um ser pensante, um autômato que viva por conta própria, finalmente foi realizado.

No dia de sua apresentação à mídia e ao mundo, a ação começa e logo de cara percebemos qual será a premissa de nosso herói, que antes de mais nada, pretende impedir que a raça humana sofra, seja por suas próprias mãos, ou devido aos desastres que sempre acabam por atingir os menos abastados.

O que mais gostei na HQ foram os traços e o roteiro simples. Nada de cenas muito complexas que você precisa parar e analisar para conseguir entender, comum em algumas HQs. Em Astron tudo flui de forma harmônica e você nem percebe enquanto vira as páginas.


Só não gostei do fato de ser uma HQ bem curtinha. Não compromete a história, mas esperava mais, principalmente pelo preço de capa que não é tão barato assim. O custo-benefício ainda compensa, pois a HQ é excelente, mas podia ser um pouquinho maior!

Conclusão:
Não sei dos planos dos autores para continuação mas acho que Astron tem tudo para ser uma série nacional de sucesso. Eu pelo menos acompanharia as aventuras de Astron com prazer caso novos volumes venham a aparecer. Se gosta de HQs se super-heróis, recomendo que deixe que Astron – O Super-Robô te surpreenda.

Autores: Wellington Srbek(Roteiro); Kris Zullo (Desenho)
http://grupoautentica.com.br/nemo/ilustrador/kris-zullo/54
http://wellingtonsrbek.blogspot.com.br/
Livro: Astron: O Super-Robô!
Editora: Nemo
Ano: 2014
Páginas: 31



Ler é Mais

Lorem ipsun