ADs

Lançamentos de Outubro da Globo Livros

Destaque para Piratas no Brasil, porque histórias de pirata sempre são legais.

Não Se Esqueça de Paris - Deborah McKinlay
Tudo começa com uma carta. Eve Pethwork é uma inglesa insegura e um tanto ansiosa que está assoberbada com os preparativos para o casamento da filha. Eve tem mais de quarenta anos e vive enclausurada em sua casa, pois espaços públicos lhe provocam angústia e a interação com outras pessoas é difícil para ela. Jackson Cooper é um escritor bem-sucedido que vive nos Estados Unidos. Apesar de estar sempre rodeado por pessoas, especialmente mulheres, vive em eterna crise amorosa. Enquanto tenta colocar seu relacionamento com a nova namorada nos trilhos, Jackson vive o maior bloqueio criativo de sua carreira. Sem rumo para o novo livro, começa a questionar suas escolhas e suas expectativas para o futuro. Vencendo sua própria timidez, Eve decide escrever uma carta para Jackson, seu autor preferido, elogiando uma cena narrada em um de seus livros. Embora esteja acostumado com o assédio das fãs, ele é atraído pelas palavras de Eve e decide responder sua mensagem. A partir daí uma troca de mensagens surge entre eles. A criatividade que falta a Jackson nas páginas em branco acaba sendo canalizada para a cozinha, onde passa horas preparando os mais diferentes pratos. Porém, para sua frustração, sua namorada é vegetariana e ele quase sempre é obrigado a degustar suas criações sozinho. Só que ele logo descobre que a culinária também é uma das paixões de Eve e o amor pela boa-mesa estreita ainda mais os laços entre os dois. Apesar da distância e de não terem aparentemente nada em comum, a curiosidade fala mais alto e Jackson decide marcar um encontro com Eve. Como vivem em continentes diferentes, ele propõe como cenário a cidade de Paris, a Meca da gastronomia e dos amantes. Eve é então colocada em xeque, sendo desafiada a vencer todos os seus medos em nome daquilo que pode ser a história de amor com a qual sempre sonhou. Não se esqueça de Paris mostra que todos têm uma chance de ser feliz, independente da idade, da distância e dos próprios fantasmas. Considerado Absolutamente perfeito, pelo The New York Times e com os direitos para o cinema vendidos para a BBC, Não se esqueça de Paris mistura cartas, gastronomia e uma narrativa leve e repleta de sentimentos. Uma receita sedutora.

Piratas no Brasil - As Incríveis Histórias dos Ladrões dos Mares que Pilharam Nosso Litoral
Piratas no Brasil narra os mais importantes ataques piratas à costa brasileira. Os autores Jean Marcel Carvalho França e Sheila Hue contam com detalhes as aventuras dos principais corsários ingleses e franceses que saquearam o litoral de São Paulo, de Pernambuco e do Rio de Janeiro. O livro é baseado em uma cuidadosa pesquisa histórica, escrito de forma leve e envolvente, como um romance de capa e espada. No texto de orelha, Laurentino Gomes, autor de 1808 e 1889, destaca: Esta é uma obra que pode ser lida, simultaneamente, como um bom trabalho acadêmico e como um excelente livro de interesse geral. Essa tem sido uma das principais características da importante e volumosa produção literária dos historiadores Jean Marcel Carvalho França e Sheila Hue, intelectuais capazes de aliar profundidade e consistência de pesquisa e metodologia com um texto agradável e acessível, de fácil entendimento mesmo ao leitor comum, não habituado à linguagem peculiar dos livros de história. Graças à habilidade dos autores no uso dessa linguagem generosa com o leitor não especializado, Piratas no Brasil é uma prova de que o estudo da história, além de importante, pode ser excitante e prazeroso. Cada capítulo é dedicado à viagem de um corsário. Com o apoio da coroa britânica Thomas Cavendish desembarcou em Santos, em 1591, e anos depois, James Lancaster saqueou a capitania de Pernambuco em uma operação bem planejada que lhe rendeu muitas riquezas. Mais de um século depois, foi a vez dos franceses Jean-François Du Clerc, que insistiu em invadir o Rio de Janeiro por terra, e de René Duguay-Trouin, que aproveitou um denso nevoeiro para invadir a Baia de Guanabara. Piratas no Brasil é uma leitura prazerosa para quem deseja saber mais sobre a história do Brasil ou tem curiosidade sobre quem são estes homens que enfrentaram os mares e terras desconhecidas em busca de fortuna.

O Fio da Vida - Kate Atkinson
E se você pudesse mudar as escolhas da sua vida? E se ao nascer de novo, refazendo sua trajetória, pudesse mudar o destino de outras pessoas e até o curso da história? É esse fascinante jogo com o tempo que permeia a narrativa de Ursula, a personagem principal de O fio da vida, livro da escritora britânica Kate Atkinson. Na trama, Ursula, que nasce em 1910, parece viver em um eterno déjà-vu. Às vezes, sabe o que alguém vai dizer antecipadamente. Ou prevê um incidente banal que vai acontecer. Fica confusa entre o que é real ou não.
Sua família vive no interior da Inglaterra. Uma das criadas acha que Ursula tem um sexto sentido. A tia a considera uma pequena vidente. A mãe chega a dizer que Ursula é uma estranha no ninho. E o psiquiatra, dr. Kellet, comenta sobre reencarnação quando ela tem dez anos. Ele explica que seu cérebro pode ter uma pequena imperfeição, que a leva a pensar que esteja repetindo experiências, morrendo e renascendo, apesar de isso não ser verdade.
A autora Kate Atkinson narra os destinos de Ursula – todo o contexto se passa entre 1910 e 1945, abarcando os dramas das duas guerras mundiais – e desenha novas perspectivas a partir de um mesmo fato. E se ele tivesse acontecido de outra maneira, qual seria o seu fim?
O relacionamento, nem sempre muito cristalino, entre os integrantes da família Todd, as criadas e os jardineiros, é muitas vezes pontuado por mortes, que nem sempre são esclarecidas. E é assim, com uma morte, a do futuro líder nazista, que Kate Atkinson nos apresenta Ursula e começa a jornada de sua personagem: ela saca da bolsa o velho revólver de seu pai, um movimento ensaiado uma centena de vezes, e dá um tiro, bem na altura do coração de Hitler. Cai a escuridão. Tudo recomeça?


Popular - Dicas vintage para ser uma garota descolada - Maya Van Wagenen
Maya nunca foi uma garota popular. Na verdade, ela era a menina invisível da escola. E para completar, os óculos e uma fascinação por Guerra nas estrelas e O senhor dos anéis não ajudavam em nada sua ascensão na escala da popularidade. Só que tudo isso estava prestes a mudar. Um pouco antes do início das aulas, Maya achou na biblioteca de seu pai um exemplar empoeirado de O guia da popularidade de Betty Cornell, um livro escrito por uma ex-modelo adolescente super glamorosa... Da década de 1950!
Apesar das ideias um tanto antiquadas, Maya aceita o desafio proposto pela sua mãe e decide seguir durante todo o ano letivo os conselhos escritos para meninas que podiam ter sido amigas de sua avó. Então a mágica acontece!
Os resultados da experiência de Maya são divertidos, engraçados e emocionantes, sem deixar de lado os micos, as tristezas e as pequenas desilusões que fazem parte da vida de qualquer adolescente. Com bom humor e presença de espírito incansáveis, Maya conquista amigos, muda seu visual e ganha autoconfiança até finalmente descobrir o que realmente significa ser popular.
Popular Dicas vintage para ser uma garota descolada é um diário que une duas adolescentes de décadas aparentemente muito distantes, mas que enfrentam todos os dias os mesmos dilemas. Afinal, sobreviver à escola nunca foi uma tarefa fácil, não importa a época, nem o lugar. Só que agora, além da ajuda clássica de Betty Cornell com suas pérolas, cremes antiacne caseiros e meias de seda, as adolescentes também contam com as experiências hilárias de Maya Van Wagenen, que mostram que é possível ser ao mesmo tempo nerd, glamourosa e ter muitos amigos.
Mesmo antes de ser lançado nos Estados Unidos, Popular já foi considerado um sucesso: a obra já foi vendida para mais de vinte países. Os direitos para a adaptação cinematográfica do livro foram vendidos para a Dreamworks.

Ler é Mais

Lorem ipsun