ADs

Resenha (33) - De Volta para Casa

De Volta para Casa


Sinopse :
Cassie Madison fugiu de Walton, Geórgia, para Nova York quando soube que sua irmã, Harriet, e seu amor, Joe, tinham-na traído e iam se casar. Ao chegar em Manhattan, sua ideia era se reinventar, mergulhar de cabeça na carreira e até mesmo perder o sotaque provinciano. Tudo para apagar seu passado marcado pela traição e por uma família que não lhe tratara com o devido cuidado. Mas, numa noite, um único telefonema de sua irmã trouxe de volta tudo que ela pretendia esquecer. Com o pai muito doente, ela foi obrigada a fazer a viagem de volta e, enquanto arrumava as malas, seus maiores medos eram que o pai morresse sem que ela pudesse estar com ele e... encontrar a família feliz que Harriet e Joe tinham construído. Já em Walton, Cassie percebe que enfrentará uma imensa batalha particular, porque, afinal, ela não consegue deixar de amar seus sobrinhos — e nem deixar de se sentir em casa, naquela cidadezinha de sua infância. Enquanto se divide entre o rancor e a esperança, velhas e queridas lembranças e uma mágoa insustentável, o destino arrumaria uma forma de aproximá-la do que realmente importa: o verdadeiro amor.
*********************************************************************************************** 

Recebi o livro como cortesia do skoobnews e demorei um pouco para finalmente começar a ler. Pela sinopse tive a impressão de ser um típico romance dona de casa cheio de clichês e frases montadas misturando auto-ajuda com auto-afirmação, ou seja, o típico livro comercial que vende muito no mundo todo.
Seria impossível eu estar mais enganado. Era absurdo o pré-julgamento que fiz do livro. Não tem nada de apelativo ou de comercial, pelo contrário, a obra é recheada de emoção e drama na dose certa, com muita realidade social incluída em suas páginas.

Book Trailer - De Volta para Casa - Novo Conceito

A autora apostou no simples para escrever o livro, ou seja, escreveu uma boas historia, nem mais nem menos. Não há passagens mirabolantes ou dramas inventados que dão voltas e voltas, o livro se baseia na história de uma moça que sai de casa após brigar com a família e é obrigada a retornar por causa da eminente morte de seu pai.


Não se engane achando que isso é pouco para montar o enredo da história. White explorou muito bem todos os pormenores que uma situação dessas causaria. Mágoa, revolta, perdão, raiva, ciúmes, amor e amizade dão cadencia ao livro que é recheado de passagens que emocionam. E é sério, emocionam mesmo!

O livro narra a vida de Cassie, uma jovem criada no interior dos Estados Unidos que levava uma vida comum típica do interior, até que sua irmã Harriet foge com seu namorado e se casa com ele. Sem suportar o drama familiar e sem conseguir encarar mais a irmã e o ex, além dos pais coniventes, Cassie se muda para a cidade grande e se ausenta durante 15 anos. Constrói uma vida, uma carreira e um noivado, ou seja, depois de muito tempo sua vida está entrando nos eixos novamente e ela começa a pensar que pode ser feliz, mesmo não superando as mágoas do passado e não perdoando a família.

Clique aqui para baixar um trecho do livro.

Depois de muito tempo sem contato com nínguem, Cassie recebe uma ligação de Harriet, sua odiada irmã e descobre que precisa voltar a sua cidade natal o mais rápido possível caso ainda queira se despedir do seu pai com vida.
Após chegar de volta a casa, Cassie irá enfrentar todo o passado e o peso de muitas mágoas, algo que poderá mudar sua vida e sua visão do mundo para sempre.
*********************************************************************************************** 

Pontos positivos:
  • Um livro para se emocionar.
  • Uma linda história.
  • Ótimo enredo e ambientação.
  • Não deixa muitos pontos soltos.
  • Nos faz lembrar de valores importantes.
  • Nos faz lembrar de nossa infância e juventude.

*********************************************************************************************** 

Pontos negativos: 
  • Alguns podem considerar muito melodramático.

***********************************************************************************************  

Trechinhos:

"- Prometa-me que viverá sua vida sem arrependimentos. Encontre seu coração e o escute, e você não vai errar."
***********************************************************************************************  
"- Esta cidade e a sua população são a minha vida, e são mais valiosos para mim do que qualquer dinheiro neste mundo. Tenho muita pena daqueles que a desdenham e não sentem necessidade de pertencer a ela."
***********************************************************************************************  
"- Amar não é se sacrificar. É atender às necessidades do outro, é companheirismo.
(...)
- Acho que está enganada em relação a sacrifícios. Amor é só sacrifícios, grandes e pequenos. Só conhecemos o amor verdadeiro quando nos damos conta de que desistiríamos de tudo por alguém."
***********************************************************************************************  
"- Nem todos os homens são iguais, Cassie. Alguns fazem questão de retirar toda essa parafernália externa para descobrir a verdadeira mulher que há por trás. É suado, mas vale o prêmio. Basta ser paciente."
***********************************************************************************************  
"Cassie estava sonhando de novo. Sonhava com os verões de antigamente: os verões de pés descalços, joelhos ralados e sorvetes de pêssegos caseiros que escorriam pelo queixo e deixavam os dedos melados. (...) as pernas bronzeadas elevando-se sob os brancos vestidos de verão."
***********************************************************************************************  
''— Oi, Cassie. Sou eu, Harriet. O sangue de Cassie congelou e ela segurou o telefone com mais força. — Harriet — disse ela, sua voz soou-lhe tensa e insegura. — Tudo bem? As palavras eram tão inadequadas e estúpidas que quis abocanhá-las de volta assim que as disse"
***********************************************************************************************  
''Cassie fechou a porta, deu a partida no carro e lhe lançou um sorriso
corajoso. Não conseguiu se livrar da sensação de que aquela despedida era
de certa forma permanente. Com a garganta apertada, gritou:
— Vou te ligar! — Então, partiu.
Ao olhar para o retrovisor, viu Andrew parado no estacionamento,
olhando para o carro, até que ela fez a curva e o perdeu de vista.''
***********************************************************************************************  
“Cassie levantou o queixo e encarou o horizonte brilhante e os enormes contornos dos prédios de Manhatan: nas redondezas eles eram iguais às feridas de sua memória.”
***********************************************************************************************  
“A mulher que se tornara, não lembrava mais a menina de vinte anos, que deixara a pequena Walton, sem olhar para trás, há quinze anos.”
***********************************************************************************************  
"Suas lembranças decoravam seu quarto na casa do pai como um museu — pingentes, flores secas, convites amarelados e até o elefante cor-de-rosa. Muitas vezes desde a sua volta, ela foi até o quarto com um saco de lixo vazio para se livrar de tudo aquilo, mas ainda não conseguira retirar uma fita sequer. A velha Cassie talvez tenha ido embora, mas ela não estava preparada para ser varrida, encaixotada e esquecida."
***********************************************************************************************  
"O sol é um cara muito teimoso, e ele vai nascer todos os dias só para te desafiar. Mas a vida continua."
***********************************************************************************************  
"— Você não acredita mesmo nisso, acredita? Que, em meio a milhões e milhões de pessoas no mundo, há somente uma para cada um de nós?"
***********************************************************************************************  

Conclusão:

Pela quantidade de trechos selecionados já podem ver que gostei muito do livro e que ele tem muitas passagens marcantes, isso que nem coloquei todos que marquei durante a leitura. O livro emociona, encanta e mexe conosco. Acima de qualquer coisa, faz lembrar quea familia é o pilar da sociedade e que este deve ser respeitado e valorizado, além de nos lembrar também que precisamos dar valor a coisas simples que estão sempre ali ao alcance, ao contrário dos bens materiais e pessoais quase impossíveis de alcançar mas que mesmo assim batalhamos muito para tentar obtê-los. Mais que recomendado este livro.


Autor: Karen Withe
Livro: De Volta para Casa (Falling Home).
Editora: Novo Conceito (NAL Trade).
Páginas: 447

Ler é Mais

Lorem ipsun