ADs

Lançamentos da Vertigo

A jovem editora Vertigo, selo do grupo Autêntica, continua surpreendendo com seus lançamentos de excelente bom gosto.

Não conhecia nenhum dos livros que a editora trouxe até agora, mas em uma rápida pesquisa na mídia especializada em inglês e espanhol mostrou que as escolhas são mais que acertadas.

O Blog já escolheu quais vamos adicionar na nossa biblioteca. Leia as sinopses e faça suas escolhas também.

Se quiser conhecer os outros 3 lançamentos que vieram junto com a editora clique aqui.


Vestido de Noivo
Sinopse:
Algo está errado na vida de Sophie; pior, nem ela mesmo sabe o que é. Após uma série de incidentes, sua vida bascula pouco a pouco, até se transformar num inferno. Esse é o drama de Vestido de noivo, lançamento da Vertigo, o mais novo selo do Grupo Autêntica, que traz aos fãs brasileiros de romances policiais o livro do francês Pierre Lemaitre, ganhador de vários prêmios internacionais.

Sem entender o que está acontecendo, Sophie se vê envolvida em diversos crimes, dos quais ela não se lembra de ter cometido. Seria ela a responsável pela morte da sua sogra e do seu marido enfermo? Desesperada, ela organiza sua fuga, muda de nome e de vida. Mas cada passo para frente aparenta ser dois para trás. Quando, abruptamente, uma nova série de acontecimentos negativos a cerca, o seu terrível passado a alcança.
Vestido de noivo é uma obra que envolve o leitor do início ao fim. Em uma trama contundente, tensa e surpreendente, Pierre Lemaitre constrói um enredo dramático, marcado por um ritmo frenético. As sombras de Hitchcock e de Brian de Palma pairam sobre esse thriller diabólico.

Sobre o autor – Pierre Lemaitre nasceu em 1956, em Paris, França. Por muitos anos trabalhou como professor de literatura francesa e inglesa, análise literária e cultura geral. Hoje, é escritor e roteirista. Várias vezes premiado, seus romances são traduzidos em mais de quinze línguas. É autor dos romances Travail soigné (2006), Cadres noirs (2010), Alex (2011), Les Grands Moyens (2011), Sacrifices (2012), Au revoir là-haut (2013) e Rosy & John (2013). Vestido de noivo (Robe de marié) é seu primeiro romance publicado no Brasil.


Estava Escrito
Sinopse:
Em Bergen, cidade da Noruega, acontecimentos estranhos se sucedem. Um juiz local é encontrado morto em um hotel de luxo usando lingerie e uma adolescente desaparece misteriosamente. Desesperada, a família da jovem resolve contratar o detetive Varg Veum, um ex-funcionário do Serviço de Proteção à Infância, que passa a investigar o caso e encontra conexões entre os crimes da cidade. Este é o enredo do romance policial Estava escrito, lançamento da Vertigo que apresenta aos leitores brasileiros o renomado escritor escandinavo Gunnar Staalesen.

A história se inicia com a morte do juiz e com o desaparecimento de Torild Skagestøl, filha de um importante jornalista da cidade. A partir desse acontecimento, Varg Veum parte atrás de pistas sobre o paradeiro da jovem. E no rastro de suas descobertas, percebe que precisará seguir sua investigação no impiedoso submundo de Bergen, em que adolescentes estão cada vez mais envolvidos com drogas e prostituição. E é justamente nesse ambiente que ele se depara com uma rede de exploração sexual juvenil orquestrada por um antigo conhecido que a polícia nunca conseguiu incriminar.
À medida em que as descobertas de Veum são reveladas, os pais das adolescentes envolvidas no caso percebem que não conhecem nada sobre a vida dos seus filhos. Os sinais estavam ali, mas foram ignorados. O que era, a princípio, uma investigação de rotina, torna-se um jogo extremamente perigoso, que o detetive precisará resolver em uma corrida contra o tempo.

Estava escrito integra a consagrada série norueguesa de Gunnar Staalesen, que coloca em cena Varg Veum. A série policial já foi traduzida para 12 idiomas e uma dúzia de seus volumes foram adaptados para o cinema, sempre com o ator Trond Espen Seim no papel do detetive particular.


A Fera Interior
Sinopse:
Escrito a quatro mãos pelos irmãos dinamarqueses Lotte e Søren Hammer e publicado no Brasil pela Vertigo, novo selo editorial do Grupo Autêntica, A fera interior, romance de estreia da dupla, nos apresenta o detetive inspetor Konrad Simonsen, em um caso complexo e horripilante: cinco corpos mutilados, castrados, são encontrados em uma escola. Com uma narrativa envolvente e estimulante, junto com Simonsen, o leitor é levado a questionar suas próprias certezas éticas sobre um assunto delicado – a pedofilia.

Em uma manhã corriqueira numa cidade da Dinamarca, duas crianças chegam mais cedo para a aula e são as primeiras a encontrar cinco corpos de homens, enforcados e pendurados no ginásio da escola. Seus rostos estão desfigurados, suas mãos e órgãos genitais foram amputados. No entanto, não há quase nenhuma sujeira, sangue, tampouco pistas da razão do crime. O experiente detetive Konrad Simonsen é chamado no meio de suas férias para resolver o caso, contando com toda uma equipe de investigadores veteranos e novatos. Ao mesmo tempo, emerge na sociedade a discussão sobre a falta de firmeza da justiça dinamarquesa para com os pedófilos.

Com uma narrativa bem trabalhada, os autores conduzem habilmente o leitor a mergulhar no universo de cada personagem, assim se enredando profundamente na trama da história. Conforme os acontecimentos vão se revelando, a obra também levanta profundas reflexões e discussões extremamente atuais e importantes sobre ética e justiça.

Sendo o primeiro de uma série de livros com centrada no detetive inspetor Konrad Simonsen, A fera interior é uma ótima pedida para quem gosta de um denso e meticuloso romance policial.


Na Mente, O Veneno
Sinopse:
Considerada uma das “rainhas do crime” internacional, a premiada escritora francesa Andrea H. Japp estreia no Brasil com o eletrizante romance policial Na mente, o veneno, lançamento da Vertigo, que apresenta os questionamentos e análises da profiler Diane Silver sobre os psicopatas que tem de enfrentar todos os dias. Nesse thriller, o leitor é envolvido nas tramas conturbadas e surpreendentes de um assassino em série, em meio a uma intrincada rede de manipulação.

Diane trabalha no FBI, na base militar de Quântico, nos Estados Unidos, traçando perfis de psicopatas, e tem razões pessoais para isso. Sua filha Leonor foi torturada, estuprada e morta por um deles. Ela, desde então, se tornou uma implacável caçadora de assassinos em série. Apesar de ser perita em traçar o perfil de um criminoso, Diane não conseguiu até hoje entender como Leonor, tão desconfiada, aceitou seguir aquele que seria seu assassino. Ela passa os dias se remoendo sobre o assassinato da garota e vive permanentemente tensa, o que a faz uma pessoa de temperamento extremamente difícil.

Além dos problemas pessoais, ela tem de lidar com jogos políticos cansativos no trabalho, como se subordinar às ordens de seus superiores para aturar Charles Klyne, um advogado pedante de uma firma de negócios que esconde os motivos para querer tanto ser treinado pela psiquiatra na área de psicologia criminal. Seu único alívio é Yves Gueguén, coronel da polícia francesa que treinara anos antes como profiler e que se tornou seu melhor amigo.

O coronel dá a ela informações sobre uma série de crimes brutais cometidos na França. Pouco a pouco, surgem mais assassinatos em Nova York, no México, e um assassino de prostitutas em Boston começa a chamar a atenção. Em todos os casos, pouco a pouco começa a aparecer alguma ligação com o assassinato de Leonor. E Diane terá de reconstituir um macabro quebra-cabeça até capturar o predador que mais lhe interessa, sem se importar com as consequências.

Com texto dinâmico e ágil, em ritmo vertiginoso, Andrea H. Japp prende o leitor em uma narrativa crua, que conta detalhadamente os conflitos de cada personagem e permite a reflexão sobre as razões que podem conduzir alguém rumo à psicopatia.


Só para registrar, a escolha do blog vai para "Na Mente, O Veneno". Quando chegar e terminar de ler posto a resenha.








Ler é Mais

Lorem ipsun