ADs

Brasil em Dois Tempos

A leitura desta obra nos ajuda a refletir sobre as funções sociais, políticas e públicas da história e dos historiadores hoje.

A ambiciosa Coleção Brasiliana é aqui analisada sob seis ângulos, que correspondem a cada parte deste livro, a saber: Regimes de Historicidade – Trânsitos; Editores, livros e coleções – Dos monumentos da nacionalidade às novas mídias; Intelectuais e tempo presente – Artífices do poder ou da alteridade; Mundo público e escrita biográfica ontem e hoje; Natureza e território na escrita nacional e os desafios do mundo global e Cultura e identidades – Passado e futuro do Brasil mestiço.

Este livro é também a prova das potencialidades do trabalho coletivo, em especial, em termos de inovação, crítica e colaboração. Essa disposição de abertura ao diálogo, que sempre deve ser louvada, explica a heterogeneidade dos vínculos institucionais dos autores. O Brasil em dois tempos é, antes de tudo, um presente a todos aqueles que buscam compreender o passado pelo presente e o presente pelo passado.

Leia um trecho do livro aqui.

Ler é Mais

Lorem ipsun