ADs

Listas - 9 Adoráveis Vilões para Relembrar

Muitos vilões fazem o tipo que o leitor adora odiar, mas são raros os que inspiram verdadeira compaixão. Alguns foram tratados como lixo suas vidas inteiras, outros são consumidos pelo ciúmes, e a maioria está apenas fazendo charminho. Seja qual for seu segredo, esses malvados sabem como ganhar os leitores, pelo menos por algum tempo.
Segue os vilões considerados mais simpáticos do mundo literário, segundo o Huffington Post.

1. Satan (ou "Lucifer") em "Paraíso Perdido"
Milton provavelmente não estava tentando criar um Satan tão simpático, mas de alguma forma foi assim que aconteceu. Satan é banido dos céus e sabe de uma coisa? Nos sentimos mal por ele. Ele segue a trajetória de um herói trágico, enquanto distribiu arrogância suficiente para fazer até Aquiles sentir vergonha. Ele é um cara tão charmoso que você não consegue deixar de torcer por ele. É claro que você ficaria chateado se seus amigos o banissem de um lugar maravilhoso para ser amaldiçoado no inferno. É claro que iria querer vingança. Totalmente entendível.

2. Humbert Humbert em "Lolita"
Nós todos sabemos que o que Humbert Humbert é absolutamente revoltante. Mas ele é o que está contando a história sua narrativa nada confiante é muito atraente. Ele, assim como Satan, é um verdadeiro charme. Crédito para Nabokov por criar um personagem tão ridicularmente ‘gostável’.

3. Bertha em "Jane Eyre"
Claro, ela faz algumas coisas malucas. Ela tenta atear fogo em Rochester e então, acaba colocando queimando sua própria casa. Mas não podemos culpar Bertha após ler a brilhante reposta de Rhys paa Jane Eyre. Este livro relembra o namoro de Bertha e Rochester e pinta Rochester muito mais malvada do que Antoniette. (No conto de Rhys, Rochester nomeia Bertha quando se mudam para Londres.) O casamento deles é arranjado e ele é um marido horrível. Ela é mentalmente instável, mesmo no livro de Rhys. Mas isso justifica trancá-la em um sótão?

4. Raskolnikov de "Crime e Castigo"
A maioria dos castigos nesta novela de Raskolnikov tomam a forma de alto-flagelo (até ele ser enviado a Sibéria no final).  Antes ele assassinou um prestamista e sua irmã, ele está depressivo e vivendo na pobreza. Ele mal come. Ele não tem dinheiro para finalizar sua educação. Ele diz a si mesmo que irá usar o dinheiro do prestamista para o bem, mas ele acaba por apenas esconder a bolsa dela embaixo de uma rocha.  A culpa e o medo de ser pego por seu crime acaba por oprimi-lo. Ele eventualmente confessa seu crime para a polícia e neste ponto começa a se recuperar mentalmente. Ele claramente não tem o que é necessário para um verdadeiro vilão pois se arrepende completamente de seus crimes e se auto tortura por eles. Isto nos faz se sentir realmente triste por ele.

5. A mãe de Grendel em "Beowulf"
Nos sentimos relamente mal pela mãe de Grandel. Beowul matou seu único filho e tudo que ela quer é vingança em cima do homem que o matou. (Qual mãe não quereria?) Beowulf responde decapitando ela e usando sua cabeça como um troféu. Triste.

6. A Bruxa Malvada do Oeste em "Mágico de Oz”
Bem, em primeiro lugar, Dorothy mata acidentalmente a irmã da bruxa. Em Segundo lugar a maldade de Maguire muda nossa mente sobre o caráter de Baum. Ela nasceu com pele verde e  dentes afiados. Imagine como foi zuada na juventude. Quandoc rescue, seu amor foi arrancado dela e provavelmente assassinado. Ela é um animal ativo. Ela não é uma garota má de verdade.

7. Professor Snape na série "Harry Potter"
Snape faz tudo o que pode para tornar a vida de Harry Potter miserável, mas depois descobrimos que isso é apenas mágoa que ele carrega desde  época em que era estudante e foi rejeitado pela mãe de Harry, pela qual era perdidamente apaixonado. Pobre rapaz! Snape é a maior incógnita da séria toda quando pensamos em seu caráter. Ele é bom? Ele é mau? Me lembro de pensar que deveria existir uma boa razão para ele matar Dumbledore, porque ele podia fazer qualquer coisa, menos isso. No final do livro nós descobrimos o quão certo estávamos.

8. Cersei Lannister em "As Crônicas de Gelo e Fogo"
Cersei recebe muita má fama. Sim, ela tem uma relação incestuosa com seu irmão e ela é superprotetora com seu filho horrível Joffrey. Mas de novo, que mãe não seria totalmente superprotetora com seu filho sem se importar se ele era a reencarnação do demônio em pessoa? Cersei luta para ser uma mulher de poder em um lugar onde mulheres nem mesmo deveriam aparecer quanto mais serem levadas a sério. Seu marido, Robert Baratheon estava sempre atrás de rabos de saia e tinha bastardos espalhados por toda a cidade. Seu pai, Lorde Tywin lhe diz que ela não mais irá participar do conselho e que ela deve se casar de novo o mais rápido possível. Ela é uma mulher orgulhosa mas que constantemente é “colocada em seu lugar” e isso é chato.

9. Moby-Dick em "Moby-Dick"
Qual é. Moby-dick é uma baleia! Como pode uma baleia ser malvada?!

Para ler o original em inglês publicado no Huffington Post consulte a fonte.





Ler é Mais

Lorem ipsun