ADs

Listas - 13 Livros que mais Surpreenderam ao Ser Banidos

O modelo de estado americano, onde um estado toma decisões independentes sobre sua politica, justiça e projetos sociais e civis faz com que algumas coisas engraçadas e outras absurdas aconteçam por lá. Uma delas é o banimento de obras em um estado todo ou em algumas escolas devido a pressão politica e cultural de minorias. Veja abaixo a lista com os 13 banimentos mais estranhos que aconteceram em terras do Tio Sam.Segundo o The Week.


1. 1961: Série Tarzan, Edgar Rice Burroughs

A classica série de Edgar Rice sobre um homem que vive na selva foi excluída de uma biblioteca pública da cidade de Tarzana - Califórinia(não, não é piada, é o nome da cidade mesmo). Autoridades consideraram as histórias de aventura não indicáveis para os mais jovens, uma vez que não havia evidência de que Tarzan e Jane tinham se casado antes de começarem a viver juntos sobre as árvores.
Claro, nada mais sagrado que o matrimônio na década de 60, que digam os hippies e as boates americanas.


2. 1969: O Dicionário

Você pode pensar que o dicionário seria o último lugar onde um adolescente iria buscar por conteúdo ilicito não é? Pois é, mas saiba que administradores de uma escola do Alasca não concordam com você. Eles baniram os dois principais dicionarios americanos de diversas livrarias e bibliotecas escolares.Algumas das palavras dignas de censura eram bed(cama), knocker (batente) e balls (Bolas).
Como se alguém precisasse de dicionário para aprender piadinhas ou criar adjetivos a seus membros. . . .


3. 1977: Sylvester and the Magic Pebble, William Steig

O livro que conta a história de um burro que é transformado em pedra após encontrar um cristal mágico contém um personagem de personalidade doce desejando o impossível. Mas animais antropomórficos em um livro infantil premiado não fica bem com todas as audiências. Em 1977, assossiações policiais em 12 estados obrigaram as livrarias a remover o livro, porque continha policiais com a imagem de porcos.
No Brasil atual nossos homens da lei ficariam lisonjeados. 


4. 1983: The Diary of a Young Girl, Anne Frank

O diário de uma joven garota, por Anne Frank, traz uma crônica da trágica experiência de uma familia judia na Holando ocupada pelos nazistas, onde a garota, de apenas 13 anos e sua familia vivem escondidos até que são pegos e enviados aos campos de concentração em Agosto de 1944. O livro foi contestado em escolas americanas várias vezes por conter passagens consideradas sexualmente explicitas e em 1983 o estado do Alabama rejeitou o livro com a justificativa de que se tratava de "um infortúnio real."
De fato é escondendo a verdadeira face do mundo das crianças que formaremos adultos melhores. Só que não!


5. 1989: The Lorax, Dr. Seuss

O amado escritos infantil Dr. Seuss tomou partido pelo meio ambiente em 1971 com o livro Lorax, que descreve a destruição de uma floresta imaginaria de árvores de lã. O narrador derruba as árvores para usar suas folhas para confeccionar roupas de malha. Nem é preciso dizer que a indústria se ofendeu e conseguiu fazer com que as pessoas se ofendessem. As pessoas se convenceram que o termo estúpido, usado algumas vezes no livro era ofensivo e conseguiram o banimento em várias cidades americanas.
Sem novidades aqui, acontece o tempo todo no mundo todo.


6. 1990: Little Red Riding Hood, Trina Schart Hyman

Quando as crianças lem chapéuzinho vermelho elas recebem a mensagem de que não podem falar com estranhos - especialmente aqueles com dentes grandes e brilhantes. Mas quando policiais de uma escola em Culver City - California olharam para uma versão ilustrada do livro, editado por TRina Schart Hyman, eles viram uma mensagem diferente: Alcol é gostoso. Eles ficaram revoltados que a pequena chapéuzinho foi pintada com uma garrafa de vinho na cesta e que depois a vovó a bebe.
Claro, claro! Ninhuma criança vê seus pais beberem e as pobrezinhas que vem se tornam alcolatrás. Muito sensato!


7. 1992: Hansel and Gretel, The Brothers Grimm

João e Maria, o conto dos dois irmãos que se metem em problemas após comer doces que eram reservados a uma bruxa já havia dsido denunciado antes, mas em 1992 ele foi denunciado novamente e dessa vez julgado por causa de duas auto-proclamadas bruxas que alegaram que o livro dava má fama as bruxas.
Deixa elas...Elas pensam que podem fazer magia, pra que contrariar. . .


8. Mid-1990s: Where's Waldo?, Martin Hanford

Lembra dos livros de Onde Está o Wally? Até ele foi banido. Tudo ocorreu devido a uma falha na impressão, encima de uma mulhar que estava tomando banho de sol. Esse pequeno ponto escuro dava a impressão de um top-less e resultou no baimento do livro em Michigan e Nova York.
Sem comentários aqui, se realmente parecia um seio não tenho nada contra...


9. 1996: Twelfth Night, William Shakespeare

Autoridades escolares em Merrimack não acharam nada divertido em Nopite de Reais de Shakespeare, onde uma garota levada a terra após um naufrágio, se disfarça de pagem e se apaixona por seu mestre masculino. Este alegre romance de amor do mesmo sexo falso foi considerado uma violação do distrito quanto a "proibição de instrução ao estilo de vida alternativo" e cópias da peça foram retiradas das escolas.
Cara! Proibiram Shakespeare. Shakespeare!


10. 2006: Charlotte's Web, E.B. White

Até mesmo pessoas com aracnofobia amam A teia de Charlotte, um conto comovente entre a amizade de um porquinho, chamado Wilbur e uma suja e feia aranha chamada Charlotte. Mas um grupo de pais no Kansas decidiu que um livro que contem dois animais falantes só pode ser trabalho do diabo e por isso conseguirem barrar o livro das salas de aula. A queixa central do grupo era de que os seres humanos são o mais alto nível da criação de Deus, como mostrado por exemplo, pelo fato de que somos "as únicas criaturas que podem se comunicar verbalmente. Mostrando formas de vida inferiores com habilidades humanas é um sacrilégio e um desrespeito a Deus."
Desrespeito a Deus é destruir sua maior criação com idéias e atitudes tão patéticas...


11. 2007: Harry Potter series, J.K. Rowling

Enquanto a maioria das crianças estava devorando o fina da série Harry Potter em 2007, uma escola estava retirando todos os 7 livros de sua livraria. O pastor (Sempre né!!)da escola Joseph em Wakefield - Massachutes alegou que sua feitiçaria pesada encontrada na história era inapropriada para uma escola católica. Os pais disseram que o pastor acreditava que a maioria das crianças era "forte o bastente para resistir a tentação," mas seu trabalho era "proteger os fracos e os fortes."
KKKKKKKK. Ele não queria competição, afinal eles também podiam aprender a enganar os 'trouxas' assim como fez o pastor..


12. 2010: Brown Bear, Brown Bear, What Do You See?, Bill Martin

O livro de figuras Urso Marron, Urso Marron, O que voce vê? Faz uma surpreendente aparição na lista de livros banidos em Janeiro de 2010 graças ao conselho de educação do Texas. Acontece que o autor Bill MArtin Jr. tem o mesmo nome de um teórico marxista obscuro e ninguem se incomodou em verificar se eles eram as mesmas pessoas.
Pelo menos foi só um erro né? Corrigiram depois, afinal não é Brasil.


13. 2010: What's Happening To My Body?, Lynda Madaras

O que está acontecendo com meu corpo, um livro clássico de guia para o despertar da puberdade, foi considerado inapropriado e banido em 21 livrarias escolares do Texas. O pais que denunciou o livro estava chocado que um livro com esse conteúdo ia estar disponível para crianças de 8 anos. Este é um dos livros mais contestados pelos pais na última década.
Para que educar e ensinar, vamos esconder pensando que isso é proteger!!!

O ruim é que nossa sociedade brasileira está caminhando para um caminho onde começaremos a ver coisas absurdas como essas.......infelizmente....

Fonte:(http://theweek.com/article/index/249922/americas-most-surprising-banned-books)


Ler é Mais

Lorem ipsun