ADs

Resenha (16) - O Capuccino Vermelho

O Capuccino Vermelho
Sinopse:
        As pessoas que conhecem Ricardo Neves dividem-se em dois grupos: os que o conhecem como autor de policiais e os que o conhecem como assassino profissional. Ricardo sempre cuidou para que estas duas facetas da sua vida não misturassem. Tudo se complica quando recebe uma lista de alvos demasiado próximos do seu mundo de escritor. A colisão torna-se inevitável e Ricardo não tem como a impedir.  João Martins é um escritor com prazos para cumprir e sem ideias para desenvolver. Até que tem a ideia de escrever sobre um escritor que é também assassino profissional. A surpresa acontece quando pessoas à sua volta começam a morrer tal e qual ele descreve no seu livro. A dúvida surge de imediato: estarão as mortes a acontecer porque ele as escreve ou será ele um mero narrador de eventos predestinados a acontecer?
*********************************************************************************
        O livro começa bem legal e prometendo bastante! Um suposto assassino profissional, com alguns distúrbios de personalidade, mas ao mesmo tempo cativante e que leva uma vida dupla, entre matar e escrever. Esse é o resumo do personagem principal e devo dizer que metade do livro realmente prende o leitor e me deixou com a sensação de que algo muito bom estava presente naquele livro, uma daquelas histórias que faz você procurar outros livros do autor, mas infelizmente não foi o caso.
        O livro não é ruim, não é isso que quero dizer. É uma leitura interessante, diverte até certo ponto e o melhor de tudo pode ser baixado de graça na livraria cultura direto para seu Kobo Desktop ou seu Kobo E-Reader. O que me deixou com um pé atrás é que acho que o autor meio que estragou a história ao inserir um livro dentro do outro livro. São, por exemplo, dois capítulos inteiros repetidos apenas para mostrar um ponto de vista e isso deixou as coisas bem cansativas.
        Tudo ia bem até essa jogada do autor, que não vou contar mais para não dar spoiler, mas essa jogada ao menos a mim não agradou. Ele deveria ter seguido somente na ideia de um assassino profissional e inovar no final, não inovar no meio do livro e deixar o leitor meio perdido (de uma forma não legal, não perdido como em um mistério) no decorrer da história.
        Mas como disse antes e repito, o livro é bom. Para um livro de estreia é surpreendente e merece uma chance principalmente por ser gratuito para os adeptos da leitura digital. O final é bom, diferente e realista, o que salva o meio de campo tumultuado que é o meio da história.

Pontos positivos:
  • Versão digital gratuita na Livraria Cultura.
  • Livro pequeno de leitura rápida e fácil.
  • Uma dose saudável de mistério.
  • Bom final e bom começo.
  • Diferente na construção da história.


Pontos negativos:
  • Há alguns erros de edição.
  • O meio da história é meio bagunçado.
  • O titulo é meramente referencial, ou seja, nada a ver com capuccino na história.
  • Algumas passagens são atropeladas.
  • Podia ser melhor desenvolvido a busca pelas vitimas.....


Conclusão:
Não me arrependo de ter lido. Foi estranha a leitura no decorrer do livro, mas no final acabou que gostei. Ainda acho que poderia ser escrito de outra forma ou que algumas partes deveriam ser trocadas para explorar outras mais a fundo, mas isso é só palpite de leitor, não cabe a mim julgar a escrita de outrem e acho que muita gente deve ter aproveitado o livro muito mais do que eu.


Ler é Mais

Lorem ipsun