ADs

Resenha (14) - 1968 - O Ano que Não Terminou

1968 - O Ano que Não Terminou
Sinopse:
O livro é um retrato fiel de todos os acontecimentos que fizeram do ano de 1968 um divisor de águas na história brasileira e mundial. Além de ser uma peça de excelente jornalismo, um exemplo de texto brilhante, '1968 - O ano que não terminou' presta relevante serviço à revitalização da consciência democrática brasileira.

Resenha:
Eu acredito que todo cidadão tem o dever de conhecer a história do seu pais, do seu povo, da sua cidade e da sua região. Além disso também tem a obrigação de conhecer e valorizar sua cultura e entender porque seus conterrâneos são do jeito que são.
O livro do Zuenir Ventura é uma excelente obra para se começar a estudar, ou pelo menos abrir a mente, sobre a cultura e a política brasileira. Quando se estuda história, não estudamos somente fatos do passado, mas estamos ao mesmo tempo estudando os porquês das coisas serem do jeito que são nos dias de hoje.

Muito bem escrito e com uma dinâmica jornalística sobre os fatos que tiveram inicio na década de 60, Zuenir trás ao leitor uma visão fiel das movimentações sociopolíticas que ocorreram logo após a tomada do poder pelo militares em 64. Diversos fatos são citados, por diferentes visões, e analisados através da visão do autor. Por se tratar de um período extenso da história brasileira, nem todos os acontecimentos são narrados, inclusive alguns considerados de grande importância foram esquecidos no livro, mas isso é compreensível pelo fato do livro não ser acadêmico e sim tentar mostrar onde o povo brasileiro chegou em 1988, ano de publicação do livro.

Mas não se engane leitor achando que é um livro antigo sobre um tema antigo e que não reflete mais a sociedade atual. As perguntar levantadas pelo jornalista ainda são relevantes para a nossa sociedade e se você refletir por alguns momentos nos fatos e lutas que ocorreram na época da ditadura, pode facilmente fazer as mesmas perguntas e chegar as mesmas conclusões que Zuenir, que o ano de 1968 não terminou e a luta está longe de acabar.


Pontos positivos:
  • Rico conhecimento histórico.
  • Leitura simples apesar do tema pouco atrativo.
  • Existe uma continuação escrita 20 anos depois.
  • Acrescenta conteúdo.


Pontos negativos:
  • Trata de política, não vai agradar a muitos leitores.
  • Faltaram fatos importantes.


Conclusão:
Quer conhecer um pouco mais da história brasileira? Entender porque nossa sociedade vive esse momento de desprendimento e falta de valores morais? Entender porque nossa policia é violenta e nosso governo corrupto? Essas respostas não estão explicitas no livro e nem serão totalmente respondidas por ele, mas para o leitor perspicaz é possível perceber e associar muitas das facetas da nossa sociedade com os fatos que ocorreram em nossa história recente. Leitura obrigatória para qualquer pessoa que se julgue um cidadão brasileiro.

Autor: Zuenir Ventura
Livro: 1968 – O Ano que não terminou.
Editora: Saraiva
Ano: 2008.


Ler é Mais

Lorem ipsun