ADs

Resenha (5) - Jogos Vorazes - A Trilogia


Sinopse:
Constituída por uma suntuosa Capital cercada de 12 distritos periféricos, a nação de Panem se ergueu após a destruição dos Estados Unidos. Como represália por um levante contra a capital, a cada ano os distritos são forçados a enviar um menino e uma menina entre 12 e 18 anos para participar dos Jogos Vorazes. As regras são simples - os 24 tributos, como são chamados os jovens, são levados a uma arena e devem lutar entre si até só restar um sobrevivente. Quando Katniss Everdeen, de 16 anos, decide participar dos Jogos Vorazes para poupar a irm㣠mais nova, causando grande comoção no país, ela sabe que essa pode ser a sua sentença de morte. Mas a jovem usa toda a sua habilidade de caça e sobrevivência ao ar livre para se manter viva. Depois de ganhar os Jogos Vorazes, 'Em Chamas' conta como Katniss terá que enfrentar a represália da Capital e decidir que caminho tomar quando descobre que suas atitudes nos jogos incitaram rebeliões em alguns distritos. Já em 'A Esperança', com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo. O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade.

Cena do Primeiro Filme, durante a seleção.
Quebrei uma das minhas principais regras com jogos vorazes, que é nunca ver o filme que referencia um livro sem antes ler este livro. Isto porque os livros simplesmente não me atraiam, a história, as resenhas e o próprio título não me atraiam. Tudo me passava a impressão de ser algo muito forçado, algo muito baseado somente na violência como se isso bastasse para fazer uma boa história, assim como foi com jogos mortais no cinema, sem conteúdo nenhum, somente um monte de sangue para prender o leitor/telespectador.
Mas como além da leitura tenho como paixão o cinema, me rendi as indicações e fui ver o filme, e o que vi foi uma história que de fato apela demais para violência, mas tem um propósito e um tom de realismo absurdo com a sociedade humana. Isso foi o suficiente para na mesma semana adquirir a trilogia e não me arrependo. Assim como disse a crítica, os livros prendem, é impossível parar de ler! Um jovem triangulo amoroso, guerras, revoltas, opressão, cenário pós-apocalipse, algo totalmente impen
sável mas ainda passível de acontecer para juntar tudo numa única história enfim, não faltam ingredientes para transformar esta trilogia em uma ótima leitura.

Casal em Chamas - Filme 1.
Apesar de ter adorado os livros tenho minhas ressalvas. A história é complexa demais para caber em uma trilogia onde os livros têm menos de 300 páginas cada. Há muitos detalhes, muitas questões e muitos dilemas para serem tratados em tão poucas páginas. Isso transforma jogos vorazes em uma história pobre de detalhes, em um vasto mundo que o leitor vai conhecer muito pouco e com personagens que somente podemos imaginar suas personalidades, pois pouco ou quase nenhum material nos é apresentado para criar essas pessoas em nossas mentes. Para aqueles que estão acostumados a livros detalhados, no clássico estilo fantasia (que é o meu caso) vão estranhar um pouco essa forma de escrita mais corrida narrando os fatos de forma despretensiosa. Apesar de não ter gostado muito deste ponto, entendo a dinâmica do livro, que mostra somente a visão da personagem principal, portanto é natural que muita coisa não seja colocada, pois ela não poderia saber de nada além daquilo que ela mesma está vivendo. Talvez a maior falha seja a falta de um resumo mais completo ao final do livro, final, aliás, que eu não gostei, mas ai é mero gosto pessoal.
  
Katniss em A Esperança.
A história começa contando a dinâmica do país Panem, sua distribuição entre uma capital e 12 distritos, a guerra que ocorreu a pouco mais de 70 anos, quando os distritos tentaram uma rebelião e foram derrotados, colocando todo o povo que vive fora da capital em algo muito parecido com escravidão. Além da situação precária, a capital desenvolve uma forma cruel de manter a submissão, utilizando de violência gratuita e farta demonstração de poder, obrigando todos os 12 distritos a enviarem dois jovens entre 12 e 20 anos para disputarem os jogos vorazes todos os anos. Os jogos, nada mais são que um reality show onde todos são jogados em uma arena, sem recursos, para matarem uns aos outros. Somente um vencedor deixa a arena.

O primeiro livro basicamente é sobre os jogos para onde é levada Katniss Everdeen e Peeta Mellark, protagonistas da história e tributos do distrito 12, onde vivem. Mas estes jogos serão diferentes, e o final não terá somente um vencedor mas dois vencedores, devido a algo que Katniss, de forma inesperada tenta realizar nos instantes finais quando somente ela e outro sobrevivente ainda estão vivos. A Capital é forçada a permitir que ambos os finalistas sejam declarados vencedores e a história poderia termina ai, mas o simples ato de Katniss começa a desencadear uma nova revolução quando a maioria dos cidadãos começam a criar coragem para questionar suas vidas e a violência que são obrigados a enfrentar. No segundo livro, uma edição especial dos jogos, que ocorre a cada 25 anos, vai mudar para sempre a país, pois vai desencadear uma guerra sangrenta e de final imprevisível.


Pontos positivos:
O tema foge um pouco da fantasia, trazendo de volta a ideia de pós-apocalipse.
Ambiente bem elaborado, com cenários possíveis.
Leitura fácil e rápida. Ideal para quem quer se distrair.
Toda trilogia será adaptada ao cinema.
Suspense do começo ao fim. História prende o leitor.
História é novidade para a maioria dos leitores.

Pontos negativos:
Personagens tem pouca personalidade.
Final é confuso. Fica a sensação de que faltaram explicações.
A falta de detalhes pode não agradar.
A violência no livro pode não agradar.
Romance entre os personagens é muito pouco explorado.


Trechinhos:
Peeta, um dos protagonistas.
Jogos Vorazes
 “Peeta tira a Jaqueta e a coloca por cima de meus ombros. Eu me preparo para recuar, mas acabo permitindo, tomando a decisão de aceitar naquele momento não só a jaqueta como também sua gentileza. Um amigo faria isso, não é mesmo?”

“Meu espirito. Isso é uma novidade. Não sei exatamente o que significa, mas indica que eu sou uma lutadora. De uma maneira mais ou menos corajosa. Não sou sempre antipática. Tudo bem, não saio por aí amando todo mundo que encontro pelo caminho, meus sorrisos não aparecem com facilidade, mas me importo com as pessoas.”

"- Incline-se um minuto primeiro - ele diz - Preciso te dizer algo. Eu me inclino e coloco meu ouvido bom nos lábios dele, o que provoca cócegas quando ele sussurra.
- Lembre-se, estamos loucamente apaixonados, então não tem problema me beijar quando sentir vontade."

''Porque ele? Eu me pergunto. Então, tento me convencer de que isso não tem importância. Peeta Mellark e eu não somos amigos. Nem mesmo vizinhos. Nós não conversamos. Nossa única interação real aconteceu anos atrás. Provavelmente ele já até esqueceu. Mas eu não, e jamais esquecerei...''
****************************************************************************

Em Chamas
"Quando a Capital decreta que apenas um tributo pode ficar vivo e você tem a audácia de desafiá-la, imagino que isso por si só já seja uma rebelião."

"- Gostaria muito de poder congelar esse momento, bem aqui, nesse instante, e viver assim para sempre - disse ele."

"Deixe-as, digo para mim mesma. Dê um tchau e esqueça-as. Esforço-me ao máximo, pensando nelas uma a uma, soltando-as da gaiola protetora que se encontra dentro de mim, como se elas fossem pássaros, e depois trancando a porta para que elas não possam retornar."

"As amoras. Percebo que a resposta para quem eu sou reside naquele punhado de frutas venenosas."

“Não é necessário. Meus pesadelos normalmente têm a ver com perder você. Eu fico legal logo que percebo que você está aqui.”

"- No aniversário de setenta e cinco anos, para que os rebeldes não se esqueçam de que até mesmo o mais forte dentre eles não pode superar o poder da Capital, o tributo masculino e o tributo feminino serão coletados a partir dos vitoriosos vivos.
Então entendo o que isso significa. Pelo menos, para mim. O Distrito 12 te apenas três vitoriosos vivos para serem escolhidos. Dois do sexo masculino. Uma do sexo feminino...
Vou voltar para a arena".
****************************************************************************
Haymitch, Mentor do Distrito 12.

A Esperança
"Eu sou Katniss Everdeen. Tenho dezesseis anos. Meu lar é o Distrito 12. Mas o 12 não existe mais".

"- Eu não disse isso. - Gale põe o arco ao seu lado. - Mas se tivesse tido uma arma que pudesse ter impedido o que eu vi acontecer no 12... se tivesse tido uma arma que pudesse ter mantido você longe da arena... teria usado.
- Eu também - admito. Mas não sei o que dizer a ele sobre a sensação que se tem depois que você mata uma pessoa. Sobre como a pessoa morta jamais se afasta de você."

"Começo a entender muito bem o quanto as pessoas se engajaram para me protejer. O que significo para os rebeldes. Minha batalha em curso contra a Capital, que frequentemente parecia uma jornada solitária, não foi empreendida sozinha. Eu tinha milhares e milhares de pessoas dos distritos ao meu lado. Eu era o Tordo delas muito antes de aceitar o papel."

"Engulo em seco. Imagino se ela se juntará ao meu elenco de pesadelos hoje à noite. Jogando cinzas na minha boca com uma pá."

"Mesmo assim, eu os odeio. Mas, é claro, agora odeio quase todo mundo. Eu mesma mais do que qualquer outra pessoa."

"Tornar-me o tordo... Será possível que algo de bom que eu venha a realizar supere os estragos decorridos de minhas ações? Quem pode me dar uma resposta confiável?"

Suzanne Collins
Conclusão:
Apesar de ter diversas coisas que não gostei no livro, tenho de admitir que ele merece o seu sucesso. A história prende, diverte e emociona, além de fugir completamente da mesmice e do que encontramos geralmente no mercado, seja no meio da história, seja no final muito pouco previsível. Se não se assusta com a violência e gosta de temas futuristas, esta é uma trilogia que não pode faltar na coleção.
  
Autora: Suzanne Collins
Livros: Jogos Vorazes (The Hunger Games); Em Chamas (Catching Fire) e A Esperança (Mockingjay)
Editora no Brasil: Rocco
Editora Original: Scholastic
Ano: 1° Livro 2008; 2° Livro 2009; 3° Livro 2010 – No Brasil (2010; 2011; 2011).

Ler é Mais

Lorem ipsun