ADs

Resenha (1) - O Mistério dos Jarros Chineses


Chinatown em Nova York.
Sinopse:
Tráfico de artigos da China, crimes, homens de negócios e mulheres fatais. A estréia literária de William C. Gordon é um romance noir repleto de intrigas e mistério. O autor, que é marido de Isabel Allende — a escritora chilena que mais vende no mundo —, foi advogado por quase quatro décadas, além de dono de um bar em São Francisco. E é justamente em sua experiência pessoal que se inspirou para escrever O mistério dos jarros chineses: os personagens e crimes que passaram pelo seu escritório e as histórias movidas pelo álcool ganham vida em seu estilo forte e enxuto.

Na São Francisco da década de 1960, Samuel Hamilton é um vendedor de anúncios classificados com ambições de se tornar repórter. Ao abrir o jornal em um dia frio de outono, o jovem não acredita naquelas tristes linhas: Reginald Rockwood III morreu hoje aos 35 anos. Era herdeiro de uma das famílias mais ricas do estado. O falecido se tornara seu melhor amigo nos últimos dois anos, além de ser companheiro fiel nas mesas do bar Camelot.

Intrigado pelo estilo de vida peculiar de Reginald, e pelas estranhas circunstâncias de sua morte — atropelado por um ônibus —, o aspirante a jornalista inicia sua própria investigação. Com a ajuda da amiga Melba, Samuel desvenda uma complexa trama cujo centro econtra-se em Chinatown, mais precisamente na loja As Mil Ervas Chinesas do Sr. Song. O proprietário é um homem poderoso, cujo negócio é alugar antigos jarros chineses para o depósito de documentos e valores. Agora, o jovem Samuel se vê enredado em uma intriga surpreendente, cujo cenário é o mítico bairro chinês.

Dono de um escrita afiada, William C Gordon escreve um thriller impecável. Conhecedor das artimanhas da literatura policial, o autor as usa para compor uma trama brilhante.



Típica loja em Chinatown, com os jarros ao fundo.
Livro de estreia do escritor americano William C, Gordon, O mistério dos jarros chineses (no original em espanhol, duelo em Chinatown) conta a história de um homem pacato e inseguro que sobrevive vendendo anúncios de jornal e matando horas no bar Camelot, onde estão todos os seus amigos e a mulher por quem é apaixonado.

Samuel Hamilton dá o seu primeiro passo para se tornar um jornalista famoso quando resolve investigar a morte de seu amigo (colega de bar) que aparentemente se suicidou se jogando em frente a um ônibus. Percorrendo os becos escondidos de Chinatown, junto com um antigo colega de faculdade que se tornou promotor federal, ele começa a desvendar o mistério por trás desta morte e ao mesmo tempo, passa a mudar sua personalidade saindo da completa submissão para se transformar em um jornalista de sucesso.

A trama do livro como pode ver, é bastante simples. Não há muitas riquezas de detalhes sobre os locais onde se passa a história, assim como sabemos muito pouco sobre os personagens. Apesar da sensação de vazio para os adeptos de romances volumosos, essa particularidade do livro tona a leitura mais rápida e dinâmica, o que pode agradar aqueles que preferem livros curtos e que não dão muitas voltas.


Pontos positivos:
·         A trama é bem feita e se baseia em fatos que são facilmente transportados para a vida real, ou seja, nada de absurdo e fatos improváveis.
·         O leitor não fica perdido, a história é cronológica.
·         História cativa e prende o leitor que fica curioso para desvendar o mistério.
·         Trama interessante e objetiva.
·         Ambientado em um lugar pouco explorado por outros autores.

Pontos negativos:
·         Faltam detalhes do ambiente e dos personagens do livro.
·         Há pouca ação para um romance policial.
·         Personagem principal é um pouco fraco.
·         Romance inserido no livro é confuso.
·         O final podia ser melhor.
William C. Gordon
Conclusão:
O livro não é uma obra prima, nem seria o primeiro livro que eu indicaria a alguém, mas mesmo assim é uma história interessante e que, se quiser ler algo diferente das prateleiras dos mais vendidos, é uma boa opção.

Autor: William C Gordon
Livro: O mistério dos Jarros Chineses (Duelo em Chinatown).
Editora no Brasil: Record
Ano: 2006 (No Brasil 2011).

Ler é Mais

Lorem ipsun