ADs

Resenha (50) - O Cavaleiro dos Sete Reinos

O Cavaleiro dos Sete Reinos - Histórias do Mundo de Gelo e Fogo.

Sinopse:
Duzentos anos após a Conquista, a dinastia Targaryen vive seu auge. Os Sete Reinos de Westeros atravessam um tempo de relativa paz, nos últimos anos do reinado do Bom Rei Daeron. É neste cenário que Dunk, um menino pobre da Baixada das Pulgas , tem uma chance única: deixar a vida miserável em Porto Real para se tornar escudeiro de um cavaleiro andante. Quando adulto, o cavaleiro morre e Dunk decide tomar seu lugar e fazer fama no torneio de Campina de Vaufreixo. É quando conhece Egg, um menino de dez anos, cabeça totalmente raspada, que é muito mais do que aparenta ser. Dunk aceita Egg como seu escudeiro e, juntos, viajam por Westeros em busca de trabalho e aventuras. Uma grande amizade nasce entre eles – uma amizade pela vida toda, mesmo quando, anos mais tarde, os dois personagens assumem papéis centrais na estrutura de poder dos Sete Reinos. As aventuras de Dunk e Egg trazem para os fãs de As Crônicas de Gelo e Fogo a oportunidade única de vivenciar outro momento da história de Westeros, de conhecer e analisar fatos que teriam desdobramentos noventa anos depois, na guerra dos tronos.



Em várias passagens de “A Guerra dos Tronos”, Sor Ducan, O Alto, famoso membro da guarda real do Rei Aegon V é citado. Mas afinal quem foi Sor Ducan? E como chegou a ser um membro da guarda real? E acima de tudo, por que se tornou praticamente uma lenda em Westeros?

Com uma leitura mais leve e dinâmica do que a praticada em GOT, Martin descreve com a mesma maestria uma das histórias mais importantes do reinado dos Dragões. Com a mesma qualidade na descrição dos cenários e personagens, sem contar é claro na sua capacidade de criar personagens que superam as linhas escritas nas páginas, o autor dá um presente aos fanáticos fãs da série literária de maior sucesso da atualidade e ainda deixa um livro capaz de cativar até aqueles que ainda não tiveram coragem de se aventurar nos volumes de 1.000 páginas de Game of Thrones.

A obra é na verdade uma junção de três contos que foram publicados ao longo de 12 anos (muito típico do senhor George R.R. Martin). O Cavaleiro Andante narra o inicio da trajetória de Sor Duncan e apresenta também o rebelde e às vezes inconsequente jovem Egg. O livro segue com Espada Juramentada e termina em O Cavaleiro Misterioso, que vai narrar diversos fatos de intrigas, reviravoltas e traições.


O livro narra à história de Dunk, um moleque de rua da baixada das pulgas, zona portuária e pobre da
capital do reino, que de repente tem a oportunidade de se tornar escudeiro de um velho cavaleiro que o toma para sua guarda. Em determinado momento o velho morre, mas não sem antes nomear Dunk cavaleiro. O agora Sor Duncan inicia então sua jornada como cavaleiro errante em busca de trabalhos pagos para grandes senhores até encontrar um jovem de cabeça raspada e muito estranho que se denomina Egg.

Egg faz de tudo para que o cavaleiro o aceite como escudeiro e os dois iniciam ainda no primeiro conto sua primeira aventura, que é a participação de Sor Duncan no torneio de justas que vai acontecer em Valdofreixo. O resultado vai mudar o cenário de Westeros e pode ser considerado o inicio do fim da dinastia Targaryen.

No segundo conto a dupla segue em busca de trabalhos pagos e no terceiro acabam mais uma vez se envolvendo na política do reino em episódios que irão se tornar lendas noventa anos depois, quando a história de Game of Thrones será narrada.



Esta seria a parte onde falo o que mais gostei do livro, mas é difícil falar sobre o universo de Westeros de forma imparcial. Como tudo que Martin escreve, o livro é excelente e prende o leitor que acaba a leitura sentindo falta dos protagonistas.  O mais legal, acredito ser os fatos que finalmente começamos a entender e que são somente citados na saga de Guerra dos Tronos. Saber como várias coisas aconteceram para que o cenário atual se tornasse essa guerra quase mundial é essencial para qualquer um que acompanhe a série.

Foram poucas coisas que não gostei no livro. O que mais me incomodou foi à ausência de diversas casas poderosas, e que já eram influentes na época, mas que não são citadas no livro. Um exemplo disso são as casas Stark e Martell, que são as duas mais preferidas da maioria dos leitores de GOT.

George R. R. Martin

Trechinhos:

“Um cavaleiro andante precisa se agarrar com força ao seu orgulho. Sem isso, não era mais do que um mercenário. Tenho que conquistar meu lugar naquela companhia. Se eu lutar bem, algum senhor pode me aceitar em sua casa. Aí vou cavalgar em companhia nobre e comer carne fresca toda a noite em um salão de castelo, e erguer meu próprio pavilhão em torneios. Mas primeiro preciso me sair bem. Relutante, virou as costas para os campos do torneio e levou seus cavalos até as árvores.”

“- Você não é cavaleiro – ela dizia enquanto a boca do títere se movia para cima e para baixo. – conheço você. É Florian, o bobo.
- Eu sou, minha senhora – o outro títere respondia, ajoelhando-se.  – Tão grande como nenhum outro bobo que já viveu, e tão grande como cavaleiro também.
- Um bobo e um cavaleiro? – Jonquil perguntou. – Nunca ouvi falar de uma coisa dessas.
- Doce senhora – Florian falou -, todos os homens são bobos, e todos os homens são cavaleiros, no que diz respeito às mulheres.”

“Nascidos para trair. Dunk pensou. Nascidos da luxúria e da fraqueza. Nunca se deve confiar neles, grandes ou pequenos.
Egg – ele falou -. Já pensou que eu posso ser um bastardo?”

“ O fogo ardeu até de manhã. Ninguém em pousoveloz dormiu naquela noite. Em pouco tempo, podiam sentir a fumaça e ver as chamas dançando coo garotas distantes em saias escarlates. Todos se perguntavam se o fogo os envolveria. Dunk ficou parado atrás dos parapeitos, os olhos ardendo, observando cavaleiros na noite.”


Conclusão:
É uma leitura obrigatória por todo mundo que se apaixonou pelo universo de Westeros. O livro é excelente e o trabalho da Leya e da tradutora Marcia Blasques está impecável. Se você acompanha a Guerra dos Tronos precisa ler este livro. Se você tem interesse na série está é uma ótima oportunidade para conhecer um pouco sem se aventurar nos enormes livros de GOT.


Autor: George R.R. Martin
Livro: O Cavaleiro dos Sete Reinos
Editora: Leya (Bantam Book)
Ano: 2014
Páginas: 413

Ler é Mais

Lorem ipsun