ADs

Resenha (64) - Wáluk HQ

Wáluk

Sinopse:
Wáluk acorda um dia e descobre que sua mãe não está mais junto dele. O pequeno urso polar se sente então desorientado, até que conhece Esquimó, um velho urso sábio e paciente, que lhe ensinará a enfrentar os desafios da vida no Polo Norte. A partir daí, os dois viverão uma aventura de amizade e respeito, perigos e coragem.


Ursos Polares são fofos! Acredito que isso é uma unanimidade entre todos os seres humanos do planeta. Os filhotes então, com suas brincadeiras atrapalhadas, sua forma gorducha e seu pelo branquinho arrancam suspiros dos mais sensíveis. E um bichinho desses é a base do personagem Wáluk. Um jovem filhote de urso polar que foi abandonado pela mãe e agora não sabe como vai sobreviver ao mundo gelado do Ártico.

Mas não espere encontrar um bebe chorão nesta HQ. Os autores foram fiéis ao modo de vida dos ursos possibilitando até mesmo que o autor aprenda um pouco sobre a espécie enquanto sofre, torce e se emociona com a saga de nosso protagonista. Aliás, são dois protagonistas, pois logo no começo Wáluk conhece Esquimó, um velho e sábio urso que resolve meio que, adotar, o pequeno.

A HQ tem lindos traços e a expressão  facial deles são perfeitas, conseguindo transmitir sentimentos e ideia de forma clara e objetiva, o que é mais do que essencial em um Quadrinho onde somente animais interagem.  O enredo da história também é  muito bom. Poderia ser clichê em um filme ou um livro, mas para uma HQ foi muito bonito e misturado à arte, que nesta lindíssima edição da Nemo é toda colorida, consegue fazer com que o leitor seja imerso na história. Sério! Deu até para sentir um friozinho enquanto lia.


Começamos com o pobrezinho do pequeno Wáluk tentando dormir em uma caverna sem saber onde estava sua mãe e porque ela aparentemente o abandonara. Logo na primeira página, enquanto observamos o ursinho observando a porta da caverna, temos uma bela visão da paisagem montanhosa do Ártico gelado. Os traços coloridos ficaram realmente lindos!

Após acordar começam os problemas. Sem saber como caçar ou o que comer, Wáluk sente fome e medo, mas principalmente fome. Os dias passam e ele só se alimenta de restos de algas a peixes mortos, o que é insuficiente para manter um Urso quase adulto vivo. E ai ele tem a brilhante ideia de conseguir um ovos afugentando os pássaros que fogem perante sua simples visão porém, um rival muito maior e mais forte o afugenta, não sei antes lhe dar umas unhadas, e no auge do desespero aparece Esquimó!

A amizade com o velho e bondoso urso é quase instantânea e a partir daí eles se tornam quase inseparáveis. Aos poucos, com a sabedoria de Esquimó, Wáluk vai aprendendo tudo o que precisa para sobreviver, mas sua sorte pode mudar para pior novamente, quando após bons momentos juntos Esquimó é capturado e nosso protagonista mais uma vez se vê sozinho, tendo de tomar decisões das mais difícil e muitas vezes pouco convencionais para Ursos Polares.

Adorei que a HQ seja colorida. Ficou linda e o papel impresso e o trabalho final de arte estão excelentes. Também gostei muito dos traços dos autores e dos personagens principais que eles criaram.

A história é bem simplesinha e isso me desagrada um pouco. Estou acostumado a enredos complexos e cheios de voltas, mas não é o que vemos aqui, onde o foco é a sensibilidade dos personagens.  Isso não estraga nem um pouco a HQ, é mais uma percepção pessoal que acredito que muitos poucos vão compartilhar.


Conclusão:
Wáluk é uma bela HQ que fala sobre os desafios da vida e principalmente sobre o valor que as amizades verdadeiras têm na hora de superarmos esses desafios. Ler essa revista foi revigorante e uma das melhores aquisições que fiz este ano. Curtinha, com poucas páginas, mas com tudo na medida para entreter e ensinar a sermos melhores.


Autores: Ana Miralles e Emilio Ruiz
Livro: Wáluk
Editora: Nemo (Astiberri Ediciones)
Ano: 2014
Páginas: 52

Ler é Mais

Lorem ipsun