ADs

Lançamentos de Outubro da Valentina

 Destaque deste mês fica por conta de 'Sonhei que Amava Você', de Tammy Luciano.

O Livro do Perdão - Desmond Tutu, Mpho Tutu
O Arcebispo Desmond Tutu, ganhador do Prêmio Nobel da Paz, testemunhou alguns dos piores crimes que o ser humano possa cometer contra seu próximo. Aonde quer que vá, sempre ouve a mesma pergunta. Este livro é a resposta. Escrito em parceria com sua filha, a Reverenda Mpho Tutu, o livro expõe verdades simples, mais profundas, sobre o significado do perdão, sua dinâmica, por que todos precisam saber como concedê-lo e como recebê-lo, e por que perdoar é o maior presente que podemos dar a nós mesmos quando alguém nos fere. "Com cada ato de perdão, seja ele pequeno ou grande, avançamos em direção à completude. O perdão é o modo como trazemos paz a nós mesmos e ao mundo".

Sonhei que Amava Você - Tammy Luciano
Ele estava vivo nos meus sonhos. E que sonhos! Mas era pouco. Eu queria ele na minha vida. Uma história cativante e inesquecível, cheia de mistérios e perguntas a serem respondidas. Pode um grande amor existir somente enquanto sonhamos? Kira, aos 22 anos, está apaixonada, vivendo um momento único de amadurecimento pessoal e profissional. Quem é o sedutor garoto que transforma suas noites em poesia e êxtase? Mas, apesar do maravilhoso momento que está vivendo, a garota terá que enfrentar obstáculos e barreiras. Mas sabe que a vida reserva o melhor para o final. Um convite para dar asas à imaginação e aquecer o coração.


O Papa que Ama O Futebol - Michael Part
Esta é a comovente história de um rapaz apaixonado por ópera e pelo mais popular esporte do mundo. Os valores do jovem Jorge foram forjados no campinho da praça do bairro onde jogava futebol com os amigos, e por sua família, que o amava e inspirava. Jorge foi um menino cujo carinho e imensa compaixão pelo ser humano o levaram das ruas de Buenos Aires até o Vaticano, onde se tornou não somente o Papa Francisco, o líder da Igreja Católica, mas um homem admirado mundialmente por sua simplicidade, humildade e dedicação aos pobres. Um jesuíta, discípulo de São Francisco de Assis, fiel ao próprio coração. Um homem que acredita que a verdade é sempre o melhor caminho. Esta também é uma história de 1946, ano de um campeonato fantástico para o seu amado time, o San Lorenzo. Foi uma temporada em que a equipe não sofreu uma única derrota e em que aconteceu a extraordinária partida de que o Papa Francisco jamais se esqueceu.

Ler é Mais

Lorem ipsun