ADs

Grandes Filósofos em Quadrinhos

Pensadores como Karl Marx, un Tzu e Rousseau podem ser lidos em novelas gráficas.

Alexandre de Paula - Especial para o Correio Braziliense

Se alguém contar, em uma conversa, que leu uma peça de Shakespeare em quadrinhos, ouvinte nenhum se espantará demais. Afinal, as obras de dramaturgo inglês têm roteiro elaborado, repleto de personagens e conflitos que podem ser bem retratados em imagens. Mas, se o autor em questão for um filósofo que escreveu livros cheios de conceitos complexos e reflexões teóricas, é bem possível que a surpresa seja maior.

É isso, porém, que está acontecendo com livros de autores teóricos, como Friedrich Nietzsche, Sigmund Freud e Jean-Jacques Rousseau, entre outros nomes consagrados. Tratados, artigos e reflexões desses pensadores ganharam adaptações em narrativas gráficas nos últimos tempos e chegaram às lojas brasileiras em coleções como Clássicos em mangá, que lançou, até agora, cinco obras do mundo acadêmico.


Para o professor Vinicius Rodrigues, pesquisador sobre quadrinhos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), as HQs são um campo de atuação vasto que não precisa se limitar a trabalhos de narrativa mais comum. No entanto, o especialista reconhece que levar o texto teórico a esse suporte é um obstáculo. “Parece-me que, nesse caso, estaríamos lidando com a mesma dificuldade da adaptação cinematográfica caso o filme não fosse um documentário”, compara.

Só quem já teve o prazer se entregar as edições gráficas, ou quadrinhos e mangás, conhece a sensação maravilhosa de acompanhar uma boa história ao mesmo tempo em que vê  com os próprios olhos os fatos se desenrolando. Não só recomendo a coleção da LP&M como qualquer outro tipo de HQs que tenha uma história que possa lhe interessar. Compra os mangás da LP&M aqui.


Clássicos em mangá
Coleção com quadrinhos adaptados de textos teóricos de importantes pensadores. LP&M, cinco volumes, R$ 17,90 (a unidade).

Ler é Mais

Lorem ipsun