ADs

Resenha (47) - Ayrton Senna - A Trajetória de Um Mito HQ

Ayrton Senna - A Trajetória de Um Mito

Um nome justo para um dos maiores nomes do esporte brasileiro e reconhecidamente um dos melhores pilotos de automobilismo que o mundo já viu percorrendo as pistas mundo afora. Um Mito! Não há outro termo para definir este que se tornou um herói nacional e serviu de inspiração para toda uma geração de jovens que acordavam cedo todos os domingos para vê-lo fazer a sua mágica nas pistas.



Homenagens a esse ícone não faltam, mas essa foi uma grata surpresa. A HQ, com roteiro de Lionel Froissart e desenhos de Christian Papazóglakis e Robert Paquet, publicada no Brasil pela Editora Nemo faz jus a tudo que o ‘Mago da Chuva’ merece.
Lançada próximo a data em que iremos relembrar pela vigésima vez o dia fatídico em que o Brasil parou para chorar, a revista é mais que uma homenagem, é monumento gráfico a se admirado por todos aqueles que  sentem falta da voz de Galvão Bueno narrando mais uma manobra ou uma vitória de nosso herói e que se emocionam toda as vezes que o hino da vitória toca em algum lugar.

********************************************************************************* 
Na HQ, lindamente ilustrada e colorida, podemos conferir fatos emblemáticos da carreira do piloto, inclusive a rivalidade com Prost e as falcatruas que esse perpetuou para tentar impedir o avanço do brasileiro.

Suas vitórias também serão lembradas, assim como aquela em que lhe retiraram as glórias sem um motivo justo após uma colisão com seu arquirrival. Mas a revanche ainda estaria por chegar e Senna iria mostrar que nem mesmo toda a força da máfia dos autódromos poderia detê-lo. Sua vontade de vencer era incomparável como podemos ver enquanto passamos as paginas uma a uma banhados de nostalgia e saudades.



Um dos pontos altos a ser lembrado é sua primeira vitória em casa. Senna já era bi-campeão mundial e iria em breve, naquele mesmo ano conquistar o tri, mas faltava o principal, faltava a consagração final para um verdadeiro patriota, um desportista que amava sua pátria e seu povo. E é claro que, se tratando de Ayrton a vitória não poderia ser simples. Após liderar com folga a corrida, faltando sete voltas para o final Senna perde praticamente todas as marchas, ficando somente com uma inútil segunda e a sexta marcha e vê a vantagem sobre o segundo colocado cair de 35 segundos para 5 segundos na reta final. Mas sabemos que quem pilotava aquela McLaren não era um ser humano comum, era um mito! E ele mostrou ao mundo, mais uma vez, porque foi e sempre será o melhor e mais habilidoso piloto que já existiu.

********************************************************************************* 
Esta foi a minha primeira resenha sobre uma HQ. E acabei escolhendo uma das melhores por tudo o que ela representa. Não consigo contar as vezes que me emocionei enquanto preparava o texto e buscava os vídeos que coloquei no post. Podem dizer que não era tudo isso, que era só um piloto, mas estão enganados. Ayrton era um brasileiro raro, que tem orgulho do que faz e tem orgulho de mostrar da onde veio. Um atleta de um calibre que produzimos apenas de década em década. E um ser humano que aos poucos, aprendemos a respeitar e admirar. Um ser humano que foi capaz de abandonar sua prova para socorrer um colega de profissão, algo que nunca havia acontecido e nunca mais aconteceu. Convido qualquer um de meus leitores a ter um exemplar desta revista, para lembrar-se das coisas que importam e, mesmo que por alguns momentos, se inspirar na garra, vontade e hombridade de um brasileiro que jamais deverá ser esquecido.

Para relembrar:
(O vídeo está em inglês, porém foi o mais legal que encontrei)

Se quiser ver outros vídeos clique aqui.


Roteirista: Lionel Froissart
Livro: Ayrton Senna - A Trajetória de Um Mito (Ayrton Senna: Histoires d'un Mythe)
Editora: Nemo (Glénat)
Ano: 2014

Páginas: 48

Ler é Mais

Lorem ipsun